Shorts beckenbauer.

E aí, galera? É realmente muito bom saber que tem gente que se interessa por shorts e visita o blog. Vou tentar postar por aqui com alguma frequência, apesar da falta de tempo. Vai depender do retorno de vocês.
Para começar, vou falar dos shorts que deram início ao meu tesão: os shorts curtos de nylon da década de 80.
Eles se pareciam com os shorts de corrida de hoje em dia, mas o tecido era bem diferente. Muito mais gostoso.
Não é somente de short curto que eu gosto, claro. Minha coleção hoje conta com dezenas de calções de todos os tipos (retrô, de futebol, de vôlei, de boxe, de corrida) e estou usando um agora enquanto escrevo (prateado, da Puma). Sendo calção (curto, longo, largo, justo) eu curto. Mas foram esses calções curtinhos da década de 80 que despertaram meu tesão pelo nylon e por shorts.
Vou tentar falar um pouco da história dos shorts, da evolução deles, coisas que fui lendo em blogs, sites e na Wikipédia, e junto com isso, meu tesão por eles. Por quê? Porque tenho tesão, não tem nada da mal em falar, os que tem tesão por tênis e pés tem seus sites e sei que tem uma galera que curte short e tecido sintético que vai curtir este blog.

Nos anos 80, todo mundo usava esse tipo de short. Lembro que, ao contrário de hoje em dia, era mais comum usar short do que bermuda e os calções curtinhos eram vistos tanto na rua quanto em casa. O padrão de tamanho era curto para todos os esportes, dos jogadores de futebol aos de basquete.


Do futebol ao atletismo e basquete: shorts curtos!

Ainda criança, na década de 80, eu tive acesso a alguns desses shorts cujo brilho e maciez me atraíam muito. Havia shorts de várias cores e com padrões de tecido que não se encontram mais por aí hoje . Uns eram listrados, outros alternavam faixas brilhantes com opacas (como os da foto abaixo, que eu curto muito, por sinal). Quase todos tinham um bolsinho atrás e uma sunga de algodão embutida, que me incomodava um pouco por não permitir o contato direto com o nylon macio.
Hoje em dia acho de boa e não tiro a sunga de algodão de se ela já vier no short. Os calções da década de 80 também costumavam ter cadarços enormes.

 

As cuecas embutidas podiam ser da mesma cor do calção ou brancas.

Quem mais bombava 30 anos atrás era a Adidas. Vendo qualquer foto ou jogo de futebol da época, você pode perceber as três listras presentes. Eu tinha um ou dois na época e me facinavam. Claro que se perderam com o tempo e nunca mais os vi, nem sei que fim levaram (provavelmente foram doados por minha mãe).
Mas, depois que cresci, com acesso à internet, tive a felicidade de descobrir que eles ainda existem e são vendidos em sites de leilões. Comecei com um vermelho, de plástico, de uma marca chamada norte-americana chamada Soffe. Depois veio meu primeiro Adidas, azul-marinho listrado. A partir de então, a coleção só cresceu. Cheguei a comprar 3 por um preço muito barato no Mercado Livre, de um cara do Rio de Janeiro. Shorts assim valem muito caro no eBay, mas paguei muito barato por eles no Mercado Livre e quase não acreditei quando chegaram🙂
Descobri também que essess shorts ficaram conhecidos como “benckenbauers”. O livro Invasão de Campo conta que a Adidas fechou contrato com o jogador alemão Franz Beckenbauer, um dos maiores ídolos do futebol na época (tipo um Cristiano Ronaldo ou Devid Beckham dos anos 80) e os shorts passaram a ser associados ao seu nome.


Beckenbauer

Hoje em dia, seu tamanho é quase comparável ao de uma cueca. Aliás, tem muito europeu que tem tesão por esses shorts, mas não tem coragem de usá-los, e  os usa como cueca. Esse britânico, no entanto, troca de roupa e sai na rua com eles, filma tudo e coloca no Youtube. Nada de mais, na real, porque eu também às vezes saio com esses shorts, que meio que se tornaram item fashion, mas falo disso em outro post.
Todas as marcas faziam shorts desse tamanho curto, como a Puma e a Umbro. A Puma tinha o mesmo tipo de nylon que a Adidas (tenhoos dois da foto abaixo, inclusive) e uma cueca embutida também. As listras laterais, no caso, era substituídas por uma faixa. Já os da Umbro eram ainda mais curtos (!!) e somente de uma cor, sem listras ou faixas. Também não tinham bolso nem sunga embutida e o nylon era muito delizante, um tesão! Bem mais liso e mais consistente, duro. Também fazia um barulho deiferente do nylon dos outros calções. E quem tem tesão por calções ou por tecidos sintéticos, sabe que o barulho que eles fazem também é importante😉

O bolsinho traseiro e o clássico listrado.

Como disse, não consegui manter os beckenbauers daquela época e, até o final dos anos 90, parecia que nenhum short tinha um nylon tão bom quanto aqueles. Hoje em dia é muito difícil encontrar algum deles por aí, mesmo em brechós. Os shorts que se fabricam hoje, se não parecem feitos de papel crepom, de tão ruins, não chegam nem perto de ter o brilho e a maciez que tinham naquela época.
Só buscando na internet mesmo. No Mercado Livre é mais raro, já no eBay, fazendo uma busca por “beckenbauer shorts”. ou “nylon shorts” você acha fácil. Hoje tenho na coleção alguns Adidas, um Umbro, dois Soffes e alguns Pumas.
Bom, se você leu este post até aqui, é porque se interessou. Se quiser entrar em contato ou se tiver algum calção assim, me manda um email: short.de.nylon@hotmail.com
Quero muito conhecer caras que colecionam ou que têm esse mesmo tesão.
Sei que tem muitos por aí e quero entrar em contato. Essa é a intenção do blog.
Deixar comentários e sugestões também é válido.
Qualquer coisa que me estimule a continuar postando e falando sobre calções!🙂

Sobre Short

Sou de São Paulo e sempre tive tesão por calções. Já tentei manter outros blogs sobre o assunto, mas falta tempo e retorno. Mas o tesão volta e preciso falar sobre o assunto, compartilhar, como os que curtem tênis fazem ;) Tenho uma coleção de mais de 80 shorts esportivos e vou trocar uma ideia sobre eles nesse blog.
Esse post foi publicado em História dos Shorts, Uncategorized e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s