Bermudas molhadas.

Como eu falei no último post, as bermudas de tactel começaram a fazer sucesso no início dos anos 90 e eu comecei a ter tesão por bermudas também. Não demorou muito pra eu levá-las pro banho e curtir a sensação de sentir o tecido molhadinho contra a pele. Sem falar que elas ficavam (como qualquer roupa fica) brilhantes e molinhas quando ensopadas!
Olha a bunda do cara abaixo, como o tecido prega no corpo!


Na piscina, ao invés de usar sunga, sempre dava um jeito de não tirar a bermuda e nadar usando bermuda (pois, na épcoa, eu tinha poucos shorts). Chegava em casa, tomava banho e tocava uma usando ela molhada. Tomar banho de chuva também sempre foi um prazer.


Claro que quem tem fetiche por lycra, sungas são a melhor opção pra se tomar banho, seja na praia, na picina ou no rio (ou mesmo no banho!). Mas, pra quem tem tesão por roupa molhada, nada melhor do que uma boa bermuda. Quando mais larga e caída, deixando a cueca aaprecer, melhor!
Fico feliz que as bermudas (e também os calções, não podemos esquecer os calções!) sejam aceitas socialmente como roupas de banho! Ter tesão por roupa molhada não é fácil, você sempre tem que esconder ou arranjar uma desculpa pra ensopar a roupa. Mas, com as bermudas, isso não é problema. É perfeitamente aceitável se molhar usando bermuda e ficar andando por aí de bermuda molhada na beira da praia ou do rio. Aí, é só ter o cuidado de usar cueca pra não ficar de barraca armada pela sua roupa molhada e pela bermuda molhada dos outros caras! ;)



Quem tem esse tesão por molhar roupa sabe que é foda e que é regra: não molhe a roupa. Molhou uma parte da camisa? Troca. Molhou um pedaço da calça? Vai pro sol que seca rápido. Porra, quero ficar com minha roupa molhada, caralho! Dá o maior tesão.
É de endurecer o pau saber que os caras acordam, olham suas gavetas no armário e pensam “com que bermuda eu vou à praia hoje?”. E o que eles vão fazer com as bermudas? Molhar! :D É uma peça de roupa que éescolhida pra ser usada molhada. Mesmo na hora da compra, se o cara costuma ir à praia, rio ou piscina, ele já compra com essa intençã: de molhar! Mal sabem eles o prazer que isso nos dá! ;) É melho que vê-los pelados.
Às vezes o cara não tá nem com a intenção de se molhar, mas passou na praia, encontrou amigos, parou e entrou no mar! Delícia.
E isso dá margem a outras maluquices, com entrar no mar (em piscina é mais difícil, a não ser que seja sua ou de um amigo) usando berma jeans e até cinto! Puta tesão!
E é socialmente aceitável! :D Não é preciso esconder ou arrumar desculpa!


Fora isso, tem os surfistas, que, se não usam roupa de borracha, sempre usam bermudas! :D Mas isso é assunto pra outro post!

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Bermudas!

Depois de um tempo sem postar, volto para falar de outro assunto relacionado a shorts: as bermudas. E, por favor, bermudas são bermudas e shorts são shorts. NÃO CONFUNDAM. Fico muito indignado com quem chama um pelo outro. São duas peças de roupa diferentes, porra. E causam tesões diferentes também.
Este post poderia se encaixar muito bem em “História dos calções“, se não se tratasse de outra peça de roupa. Mas, evoluindo na linha do tempo dos calções, na mesma época em que os shorts de tactel começavam a ser vendidos e a entrarem na moda, eu comecei a ter contato com minhas primeiras bermudas (antes só usava shorts!). Nessa época, início dos anos 90, eu tinha mais bermudas do que short (infelizmente, porque não era eu quem compra minhas roupas, e sim, meus pais). As bermudas eram feitas de tactel ou de um tecido diferente, não sei dizer qual, mas não eram como as de hoje.
Foram dois toques pra eu transferir meu tesão por short para a bermuda. Ficava de pau duro também com elas. Inclusive quando tinha a oportunidade de usar a dos meus irmãos mais velhos. Ficava louco quando via meus primos ou outros caras usando bermudas.



 

Melei muito minhas bermudas nessa época. E molhava também, no banho. Mas bermudas mohadas são assunto para outro post ;)
Tentava usá-las sempre sem cueca, pra ter fácil acesso na hora de bater uma, mas nem sempre era fácil. O problema de bermudas é disfarçar que você a abriu (quando o pau não cabe duro) pra bater uma: o barulho velcro deixa qualquer um que estiver por perto saber que você abriu a brqguilha da bermuda… =/
Como não mantive nenhuma berma daquela época (nem iriam caber em mim hoje em dia) nem consigo achar fotos de parecidas, este post vai recheado de fotos atuais, porque, afinal, homem gostoso é sempre bom. E ainda mais de bermuda! :)


   



Com o passar do tempo, as bermudas foram ficando ainda melhores (!!!) e vieram as bermas de nylon! Isso foi o ápice do meu tesão. Mas isso também é assunto para um próximo post, à medida que continuo com a história dos calções e avanço pelas décadas.



Vocês leitores estão curtindo a História dos Shorts? Estão com tesão? Deixem comentários. Seria legal ouvir a opinião de vocês sobre isso!

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | 1 Comentário

Shorts de tactel.

Seguindo com a história dos calções e com o início dos anos 90, entro agora nos shorts que ainda eram de tecido sintético, mas já não eram mais de nylon: os shorts de tactel.
Como os calções haviam se tornado populares na década anterior, uma febre, todo mundo usava, eles entraram para o vestuário do dia a dia e logo várias empresas começaram a fazer shorts. Nem todas usaram nylon.
Ao mesmo tempo em que a Adidas fabricava os sampdorias, os shorts de tactel começaram a surgir como nova alternativa de tecido de secagem rápida. Mas eram meio esquisitos, tanto no tecido quanto no formato, sendo um meio caminho entre um short e uma bermuda.

Eu não gostava muito. Preferia os shorts de nylon mesmo, mas nessa época tinha mais era short de tactel. Com poucos shorts de nylon, comecei a descobrir também as bermudas e a me virar com elas, a derramar meu tesão nelas também, se é que vocês me entendem ;)
Os shorts de tactel me pareciam esquistos. Além de serem ásperos (não tanto quanto o algodão) não tinham porra nenhuma de brilho.

Nas fotos acima, os shorts podem ser muito bem confundidos com calções de algodão. Em foto, fica mesmo difícil diferenciar justamente por causa da falta de brilho.
O corte deles seguia a tendência da época inciada pelos sampdorias: com pernas mais compridas, deixando o short mais quadradão.

E, como eram os anos 90, as estampas eram e combinações eram as mais bizarras, como o do calção do gostosão abaixo. As cores cítricas, fluorescentes e fosforescentes imperavam na moda e era meio que um carnaval de cores. Uma perna de cada cor, às vezes com mais de uma cor ou simplesmete uma coisa meio caleidoscópica. Basta ver novelas da época pra se lembrar da moda estampada.

 

Esse tecido e esses shorts existem até hoje. Por incrível que pareça, até a Adidas faz shorts assim (credo!), como dá pra ver na foto abaixo.
Como tenho uma puta coleção, acabo tendo shorts de tactel também. São da época em que, desesperado por shorts e tendo acesso a poucos, comprei os mais acessíveis e me aliviava com eles ;) hehe Eram baratinhos, cerca de 10, 15 contos. Mas hoje em dia quase não os uso.

Mas, enfim, short é short, porra. E, no macho certo, quem não sente tesão em ver um short bem recheado como nas fotos desse post? ;)

O tesão bate mais alto. Quem não vai subir o pau só em ver esses caras de pau duro dentro dos seus shorts de tactel? É foda. hehe Muito tesão.

Publicado em História dos Shorts, Uncategorized | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Sampdorias.

Voltando à História dos shorts, avanço para a década de 90.
Depois de falar dos beckenbauers, produzidos em série de 1975 a 1989, em várias cores e combinações de estampas, tornando-se os shorts mais bem sucedidos fora dos campos e das quadras, a Adidas surge com um novo short: o sampdoria.
A década virou e já não parecia mais tão popular usar shorts tão curtos quando os beckenbauers, então a companhia alemã resolveu lançar um short com pernas mais longas e o modelo foi batizado com o nome do time italiano Sampdoria (não sei bem porquê).

Não que o tamanho das pernas tivesse ficado lá muito diferente de um beckenbauer, não foi uma mudança drástica, apenas deixou o short mais quadrado, como dá pra ver na foto acima. Enquanto os beckenbauers cobriam apenas o pau e até o final da bunda e nada mais, mais parecendo uma cueca brilhante (muito tesão), os sampdorias já desciam um pouco mais até o mio das pernas.
Isso foi o início de uma tendência que levaria aos shorts que temos hoje em dia: cada vez mais longos.

Os sampdorias, mais quadrados, pra nossa felicidade, continuavam brilhantes e macios. O tecido ainda era o mesmo nylon do backenbauers, ou seja, tínhamos mais tecido pra nos esfregarmos! :) O bolso traseiro continuava e também o logo antigo da Adidas, trifólio.
A leve mudança que ocorreu, além do tamanho, foi que o cadarço diminui e as três listras laterais da Adidas subiam os lados do calção, mas paravam antes do elástico. No calção seguinte, ainda na década de 90, as listras continuaram até o elástico, mas isso é tema pra outro post.

Claro que na época, acabei não tendo um sampdoria. Eles não foram tão populares como os beckenbauers, que quase todo mundo tinha um. Na época eu me estava me virando com os shorts de tactel e começando a sentir tesão também pelas bermudas de tecido sintético, que também serão tema de outro post.
Hoje em dia, porém, já dono de meu próprio dinheiro, tenho o prazer de ter um sampdoria roxo igual ao da foto e mais um azul marinho, ambos da Adidas. Além de outros de outras marcas que também seguem o modelo sampdoria (alguns até sem a cueca embutida!).
Com a internet, descobri que os caras com tesão por short na Europa e nos EUA também têm vergonha de usar os sampdorias em público e costumam usá-los como cuecas, por debaixo da calça ou bermuda, assim como fazem com os beckenbauers.

Mas isso está mudando aos poucos, como o caso do cara que posta vídeos no YouTube dele passeando de short e usando a piscina com beckenbauers como comentei no último vídeo de Shorts Molhados. Ainda bem!
Como eu já disse aqui, quanto mais a gente voltar a usar shorts assim em público, mais ele vai se tornar aceito, mais vai ser comum ver caras usando roupas brillhantes de novo. Vamos aproveitar que o algodão está caro, como comentei em Jaquetas de nylon, e que as roupas de tecido sintético estão em alta e começar a usar mais shorts assim. Eu faço isso com jaquetas, bermudas e shorts. Tô nem aí. Curto, gosto e uso mesmo.
Afinal, acho que tem que ser assim. Se você acessa esse blog e é leito assíduo, é poque também tem um puta tesão por short e fica de pau duro com as fotos que eu posto aqui, mesmo sem ter nenhuma foto de cara pelado. E, falando a verdade, além das próprias fotos do eBay, de onde você acha que eu consigo essas fotos de caras usando short? Da internet. De outros caras por aí que usam short e que precisam falar do tema, que batem fotos com eles, que curtem. E acho que é assim que tem que ser e o que me leva a ter esse blog, a contar a minha história com os calções e a falar da história dos shorts, que fui descobrindo aos poucos graças ao meu tesão e à minha curiosidade.
Se você curte, participe mais do blog com comentários. E ainda sugiro que crie um perfil no Gear Fetish, pois lá há outros caras que curtem o mesmo. Tipo um Facebook, só que de fetichistas.
Finalizando o tema, como eu comentei, a Adidas criou o padrão e outros shorts seguiram a tendência. O short abaixo é Umbro, mas que tipo de calção o camarada tá usando? Sampdoria. E, aposto que, pelo pau duro no short, deve ser sem sunga embutida. ;)

loucos por short – batendo bola

Publicado em História dos Shorts, Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Jaquetas de nylon.

Friozão tá aí e eu aqui falando de shorts. O inverno nem começou e tá um frio da porra.
O comentário do Lucas, no post Soffe Shorts, me lembrou que uma tendência se formou nesse inverno: o nylon está de volta com força nas jaquetas e casacos.
E como esse blog também fala do tesão não só por short, mas também por nylon, resolvi dedicar um post só pras jaquetas.

O melhor mesmo seria usá-las como esse cara na foto acima faz: sem camisa, só pra sentir o nylon direto contra a pele. Este ano, com tanta variedade, me empolguei e comprei logo 3 de uma vez. O tesão foi maio quando vi tanto nylon nas lojas hehe
Elas estão nas vitrines e nas araras das lojas com os mais diferentes tipo de de tecido.
Dá pra perceber só pelas 3 fotos que peguei de sites de lojas.
Na primeira, o nylon é extreamamente brilhante e chamativo. Um tesão. Na segunda, apesar de manter um pouco do brilho, o nylon já tem um brilho mais discreto e parece ser mais duro e resistente que o da primeira foto. Na segunda, o nylon não tem brilho e se parece mais com o tecido de capa de guarga-chuva, mas é mais molinho e macio.

O tecido é muito importante ao comprar uma jaqueta. Não só por saber se ele vai amassar fácil ou se vai aquecer bem, mas também se ele é macio, se vai fazer barulho e vai te dar tesão ;) Nos detalhes abaixo dá pra ver como o nylon pode ser diferente de um casaco pro outro.

O primeiro é o nylon mais comum de se ver me jaquetas, tipo os Soffe shorts.
Já o segundo, pe mais comum se ver me japonas, que os americanos chamam de “bomber jackets“. O tecido é bem fino e mole, amassa muito. Apesar de brilhante, não sou muito chegado nesse tipo de casaco.
O terceiro é mais puxado pro plástico mesmo. Macio, brilhante, resisten e com um barulho diferente do nylon da primeira foto, mais abafado. Gosto bastante desse.

Além das japonas, que pra mim, mais parecem barris brilhantes ou rolos de tecido de nylon amarrados, ainda tem as jaquetas sem manga, estilo colete salva-vidas. Essas eu tenho vontade de ter, mas falta o tamanho e o tecido correto pra eu comprar.
Tem sem gorro, com gorro, com elástico na base e sem elástico. As mais infladas, com as das primeiras fotos e as mais discretas. As mais estampadas, as lisas. Enfim, várias.



Este último tipo de casaco (os verdes nas últimas fotos), uma jaqueta de nylon sem zíper, é chamado de “cagoule” em inglês. Ok, é um nome bem feio, mas é um tipo de roupa bem legal pra que curte nylon. Conheço um australiano que tem mais tesão por cagoules do que por short, os shorts vem em segundo lugar para ele, e essas jaquetas, em primeiro.
Aliás, esse post todo sobre jaqueta pode pirar quem curte somente jaquetas, pois, assim como há o tesão por shorts, tem os caras que tem um puta tesão por qualquer tipo de casaco de nylon.





Essa das fotos abaixo é tão tesão que ela é macia e brilhante por dentro e por fora. E ainda usando com gola grande, que também está na moda, dá pra sentir mais o tecido contra a pele! Delícia.






Os caras com tesão por casaco de nylon normalmente tiveram um primeiro contato com as bomber jackets, as japonas. Então, aí vão mais algumas fotos.




Curtiram o post? Alguém aí tem jaquetas assim?
Se tiverem e quiserem enviar fotos delas, é só entrar em contato que eu posto aqui: short.de.nylon@hotmail.com
loucos por short – batendo bola

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , | 4 Comentários

Shorts molhados.

No último post falei como curto tomar banho com short e me molhar em geral.
Bom, pelo visto não sou só eu que curto isso também. Só pelo YouTube já dá pra encontrar alguns vídeos de caras usando shorts enquanto tomam banho. Fora os sites só de vídeos de sacanagem, como o XTube, que tem muito mais vídeos de shorts molhados e muita mais sacanagem.
Alguns dos caras usam o uniforme de futebol inteiro, como os caras nos vídeos abaixo. O de cima foi um dos primeiros vídeos do tipo que encontrei no YouTube e pirei o uniforme do Manchester todo ensopado dentro da banheiro. O barulho da água é muito bom. O de baixo, com o uniforme da Inglaterra, também é muito bom. Os caras usam até meião no banho! Puta tesão!



O terceiro vídeo é o único no chuveiro, os outros são em banheira. Pena que, apesar de ser uma camisa de manga comprida, o uniforme é preto e não dá pra ver direito. O short também não é de nylon. É mais comum ver vídeos de caras tomando banho de chuveiro de calças de nylon (trackies) do que em uniformes de futebol. Europeu curte muito calça de nylon.
Já isso de entrar na banheira é também é coisa de europeu, que sempre tem banheira em casa. Mas bem que eu curtiria mergulhar numa banheira depois de um dia cansativo usando calção.
Bom, eu nunca fui muito de jogar futebol, mas, quando jogava, adorava quando era na chuva.
E se batesse uma bola com frquência com os caras, com certeza faria como os caras no vídeo abaixo, um dos vídeos mais tesudos que eu já vi no YouTube, pois mostra algo real, nada inventado. Aquelas situações boas que a gente presencia ou que sabe que acontece e deixam a gente com um gostinho de tesão sem poder fazer nada na hora. Coisas de macho.

Já os dois vídeos abaixo remetem a dois assuntos que ainda quero abordar aqui no blog.
O primeiro é uma cena de bastidores de um vídeo da Aussie Bum. Se você não conhece, Aussie Bum é uma marca de roupas voltadas ao público gay que faz cuecas da hora e shorts curtos, estilo rugby, já que “aussie” é um apelido pra australiano (tipo “brazuca”, pra brazileiros). Como lá na Austrália o rugby é forte, os calções da marca são todos assim.
Aliás, vi esta semana um australiano andando por São Paulo. Com sei q era australiano? Bom, além de falar inglês com sotaque, ele usava um short curtíssimo. Perdi o olho naqueles shorts de nylon tão curtos. Logo reparei que eram de rugby. Só não fiz contato com o cara porque percebi que ele era hétero.

Além da Aussie Bum e dos shorts de nylon, ainda quero falar sobre esse camarada do vídeo a seguir. Ele, assim como eu, curte shorts retrô, e tem vários. E, também assim como eu, usa na rua, em público. A questão é que ele se filma andando na rua assim e posta no YouTube! Tesão. Queria muito agradecê-lo hehe
Em homenagem a ele, que encoraja o uso dos shorts de nylon em público, ainda farei um post especial. Mas, por enquanto, fica o vídeo dele nadando na piscina do hotel com um beckenbauer. O short fica todo colado quando ele sai da piscina e, em seguida, depois de dar bom dia pra alguém, vai pro chuveiro com o short e toma banho com direito a sabonete e tudo. Puro tesão.

loucos por short – batendo bola

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Chuveiro.

Bom, galera, da última vez falei dos Soffe shorts, que pareciam shorts de plástico e tinham um brilho intenso que os americanos chamam de “wetlook”. Falando em wetlook, me lembrei que também desde cedo, quando comecei a conhecer os shorts de nylon, tive vontade de levá-los para o banho. Não sei porque, mas tomar banho com eles me parecia algo muito bom de se fazer. Depois é que descobri que era tesão mesmo. hehe
Logo comecei a me molhar com shorts e levava meus shortinhos beckbauers para o banho. Tinha que fazer muito malabarismo para não ser pego nem deixar que vissem o short antes que eles secassem. O lado bom do nylon é que ele, molhado, não parece muito diferente do seco. Sem falar que seca rápido. O problema era a cueca embutida, que era de algodão e demorava pra secar.
É sempre um problema molhar a roupa. Quem tem esse fetiche sempre tem que dar um jeito de fazer às escondidas ou inventar desculpas para fazer. A roupa mais comum de se molhar sem problemas são as bermudas. Principalmente pra quem mora na praia ou em rio ou tem acesso a alguma psicina. Aí, mesmo que volta com ela já seca pra casa, dá sempre pra tomar um banho e tocar umas debaixo do chuveiro com elas.

Claro que tem caras que usam short pra molhar (incluindo eu, na praia ou na piscina), mas são poucos. E, de qualquer jeito, eu também curtia molhar a bermuda no banho.

O mais legal é quando você volta da praia, com seus amigos, entra no banheirão e encontra lá, pendurado, pingando, o short ou a bermuda do seu amigo. É de se acabar nela. Fiz isso apenas algumas vezes. Gostaria de ter feito mais.
Short em si já é um tesão da porra. Molhado, então, é foda. Na praia, muitas vezes tenho que me conter pra não dar vexame.
E, nada contra sungas. No cara ideal, fica um tesão. Mas, pra maioria, o melhor mesmo é usar short ou bermuda.
E outra: já pensou chegar do futebol e ir direto pro chuveiro? Melhor ainda se chegar suado e for direto pro chuveiro coletivo do vestiário. Usando o uniforme, claro. Deixando a água correr por todo o nyln e sentido a sensação.
Já depois de grande e com minha coleção de shorts crescendo, meus banhos com shor passara a ter mais frequência. E, depois que comprei algumas camisas de futebol, o “uniforme de banho ficou completo” ;)

É muito comum ver fotos de sacanagem de caras usando short e vídeos de caras usando uniforme de futebol se molhando (como nas fotos acima), mas nem todos os caras que curtem short curtem molhá-lo. Pelo menos já falei com uns poucos que não curtiam.
Já para os que só gostam de molhar a roupa, é bem mais comum que eles curtam se ensopar em roupas esportivas.
Quando comecei a ter internet, fui, claro, procurar fotos de caras de short. E de caras molhados. Uma delícia. E, muitos anos atrás, vocês não imaginam o tesão que foi topar com o site Ktiboys e com essas fotos aí embaixo.
O cara com o calção preto tem uma cara de machinho pra caramba, mó tesão.
Já fiz isso que ele está fazendo na foto. Tomar um banho com outro cara usando uniforme de futebol. Posso dizer que foi simplesmete um tesão e faria várias e várias vezes de novo!


loucos por short – batendo bola

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário